Início | Estudos Multiplos | Meio Ambiente | Cultura e Arte | Administrativo | Fale Conosco
 

Artigos

CAJU
Ismael Pereira

... DÁDIVA DA NATUREZA,
DO VENTRE DA MÃE TERRA
NASCEU O CAJUEIRO
DE ONDE NASCEU A FLOR,
FLOR QUE SE FEZ MATURI
MATURI QUE SE FEZ CAJU,
QUE DE OLHOS CASTANHOS TROUXE,
SUA MAGESTADE – A CASTANHA,
COMPANHEIRA DO CAJU.
CAJU DE AGOSTO,
CAJU PRÁ TODO GOSTO,
CAJU DE SETEMBRO,
CAJU DE OUTUBRO,
O CAJU QUE DESCUBRO
O CAJU QUE PINTEI...
O CAJU QUE ORA EXPONHO -
CAJU TELA,
CAJU CERÂMICO,
O CAJU MEU,
O CAJU DELE E DELA,
O CAJU DE “EMANUELA”,
PENDURADO NA JANELA,
LÁ NA RUA DA CAPELA.
CAJU MADURO E CHEIROSO,
QUE NAS MÃOS DE ADRIANA,
TRANSFORMA-SE EM IGUARIAS
ADOÇANDO O CÉU DA BOCA,
A BOCA DE MUITAS MARIAS...
CAJU VITAMINA,
CAJU PROTEÍNA,
CAJU LITORAL.
CAJU NORDESTINO,
MEIO DIA, SOL A PINO,
UM SUCO BEM NORDESTAL.
CAJU DO MEU SERGIPE,
CAJU DO SOL,
CAJU DO SAL.
CAJU DE ROSA,
CAJU DA JUJU,
CAJU DO JOSÉ
CAJU DO JOÃO
CAJU DE ARACAJU,
O CAJU DE EURÍCO,
O PINTOR DE TAUBATÉ.
O DOCE DE CAJU DE IZABEL,
QUE É MÃE DO ANTONIO
E TAMBÉM DO ISRAEL,
MÃE DE UM LINDO CAJU
QUE FEZ MORADA NO CÉU

FONTE: Catálogo : Exaltação ao Caju /Ismael Pereira - Ultima Atualização: 27/04/2014

Sociedade Semear - Todos os Direitos Reservados
Rua Leonardo Leite, 148 - São José - Aracaju - Sergipe - Tel: (79) 3022-2052